Como se Preparar para a Crise – Álcool em Gel é a solução para a Sua Marca de Cosméticos?

E aí pessoal! Na minha última Live de Terça lá no Instagram eu falei sobre como eu acredito que você pode se preparar para a crise econômica que todos os estudos estão apontando no momento. O conteúdo ficou tão incrível que eu decidi trazer essa discussão para o blog também.

Olha, a situação que a gente está vivenciando aí não é brincadeira não. Quem esperava viver uma situação dessa?

A referência mudou bastante e é exatamente nesse momento, por conta dessas transformações, que é fundamental que você esteja preparado.

Eu falo com muitos analistas do mercado de cosméticos e de outros segmentos também.

Todo mundo está perplexo, mas ao mesmo tempo existe um consenso.

O primeiro ponto é que você vai ter vai ter que se reinventar se você quiser se manter no mercado. Seus negócios vão começar a serem feitos de formas completamente diferentes.

O segundo ponto é que tudo indica que vai ter uma alta muito expressiva no desemprego, infelizmente. Justamente por isso deve surgir uma quantidade imensa de empreendedorismo forçado.

As pessoas vão ter cada vez mais uma necessidade de se virar.

É bacana você se sintonizar nisso porque, por exemplo, se você tiver preparado para esse momento que tá chegando (e tá chegando logo) vai estar anos luz na frente de todos os outros empreendedores.

Você pode criar uma oferta legal para essas pessoas que vão precisar de emprego.

Sua marca tem que estar pronta.

Você precisa cada vez mais de informações verdadeiras e atualizadas para que você possa fazer um planejamento correto. Para aproveitar essas novas oportunidades de uma maneira honesta, justa e verdadeira. Sem você ter que explorar ninguém e sem mentir.

Eu tenho acompanhado que todo mundo está enlouquecido com o Álcool em gel. Virou Ouro.

O prazo de entrega da Florus para entregar os produtos para quem fabrica com a gente é entre 60 e 90 dias. Porque para a matéria-prima e a embalagem chegarem, decorar a embalagem (quando necessário) demora mais ou menos em torno de 35 dias 50 dias.

Aí eu preciso de mais duas semanas para operacionalizar as coisas aqui na fábrica para entregar tudo certinho.

Hoje o prazo de entrega que estamos pedindo para vender o nosso Álcool em Gel é de 45 dias. A gente conseguiu reduzir o tempo de entrega e quando a gente conversa com as pessoas, elas enlouquecem e acham muito ruim.

Com esse desespero por soluções rápidas começaram a surgir muitas propostas caseiras para você fazer álcool em gel

Gente vendendo álcool em gel na rua, em aeroportos, rodoviária… Tá todo mundo fazendo.

Eu vi uma receita na internet usando gelatina e gel de cabelo. Vários artistas ensinando. Prestando um desserviço à população.

Gelatina é um produto que se contamina fácil. Por mais incrível que pareça o cosmético segue uma legislação de pureza muito maior do que a de alimento.

O alimento que você põe na boca cai no suco gástrico, é digerido e tem as bactérias eliminadas. Quando você põe na pele (principalmente matérias-primas que tem moléculas pequenas) porque elas podem inclusive cair na circulação sanguínea.

Se você é um empreendedor e está vivenciando esse momento de histeria. a minha recomendação é que você trabalhe de forma honesta e correta.

Se eu fosse desonesto, pegaria o dinheiro da pessoa que está querendo pagar mais caro para receber o produto antes.

Inclusive, você que tem loja ou mercado que vende álcool em gel, precisa fazer o planejamento de estoque e de produção para que você tenha certeza que o produto vai estar disponível.

É importante vocês entenderem que esse é o momento de quem joga limpo.

Receba conteúdos exclusivos no seu celular

Com essa crise muitas empresas vão fechar e o desemprego vai aumentar, ninguém sabe para quanto e ninguém sabe quando e por quanto tempo.

Nesse processo de desemprego muita gente não vai conseguir se recolocar e vão procurar empreender.

Se você montar um negócio com baixo investimento de entrada, vai ter uma oportunidade única e histórica de vida para poder atender as pessoas de uma maneira honesta e transparente.

O mais importante é estar com o projeto pronto no momento que essa crise acabar.

Para você lançar a sua Marca de Cosméticos demora 90 dias.

Se você se comprometer a começar hoje mesmo, em Junho você já estará com o seu produto pronto para começar a faturar.

A tendência é que o e-commerce aumente muito as vendas, o que significa que você poderia trabalhar diretamente da sua casa, mesmo durante esse momento de isolamento social.

E aqui vai uma dica de ouro para você:

Com o uso constante de álcool em gel, as mãos tendem a ressecar e pode até causar dermatite. O que significa que, em breve, o seguimento de hidratantes vai ter uma alta na procura.

Mas olha, esse não é o momento de se sentir tão mal com a crise financeira, até porque se você olhar para trás o que mais surgiu com a crise de 2008 foram empresas inovadoras que hoje são multimilionárias. A Uber e o Airbnb são ótimos exemplos.

Quando você está na zona de conforto, isso não te move, mas durante uma crise é que surgem as melhores ideias.

Agora eu quero passar um negócio para vocês que é muito importante de fato. Eu refleti muito sobre isso e eu quero fazer minha parte.

Quando se trata de Lançar a Sua Marca de Cosméticos eu sei que é um assunto sério, complexo e que quando você aplica no seu negócio, não te espaço para errar.

Eu tenho um curso online que ensina o passo a passo para você começar a faturar com a sua marca de cosméticos em 90 dias.

Lá eu explico todos os detalhes como por exemplo como funciona o INPI e até mesmo o porque investir nesse mercado.

Ele tem 12 módulos com o passo a passo para Lançar a Sua Marca, desde o início mesmo, escolhendo o nome e tudo.

Se você adquirir o curso vai receber como bônus todas as gravações das minhas Lives de Terça. Normalmente ela só fica disponível uma semana lá no meu Telegram, mas a área de membros do curso eu estou disponibilizando a gravação delas para você assistir quando quiser.

Para os primeiros 20 alunos que fecharem o projeto com a Florus, também vão ganhar o design de um logo e um rótulo de produto da sua linha, produzido exclusivamente para você pelo Héctor Menendez.

Apesar de o curso costumar ser R$ 2500 eu decidi fazer uma coisa especial e oferecer o curso, pela primeira vez, por R$ 297.

Isso foi o que eu consegui fazer para ajudar você a atingir os seus objetivos de vida.

Como Lançar a Sua Marca de Cosméticos a partir do Zero

Eu espero, de verdade, que você aproveite essa oportunidade.

[E-book] 7 Dicas para Ter Mais Sucesso com a Sua Marca de Cosméticos

Com dicas coletadas no campo de batalha durante mais de 17 anos de jornada, esse e-book tem sacadas poderosas para você que quer ter ainda mais sucesso com a sua marca de cosméticos.

[Ebook] 7 Dicas para Ter Mais Sucesso com a Sua Marca de Cosméticos
Clique para fazer o download

Porque investir no Mercado de Cosméticos

O Mercado de Cosméticos é o ambiente perfeito para empreendedores,
independentemente da área de atuação, experiência, formato de vendas
e tamanho do negócio. Ele movimenta mais de 100 bilhões de reais por
ano na economia brasileira.

Infográfico porque investir no mercado de cosméticos
Clique para fazer o download

Quer saber mais sobre o Negócios em Cosméticos e o lançamento de marca própria? Acompanhe o meu blog e fique por dentro desse mercado que não sabe o que é crise.

Aula de Negócios em Cosméticos com Celso Martins – Diretor Técnico da Grandha

Você quer saber como os donos de uma empresa de sucesso pensam? Quais os ideias que fizeram com que eles tivessem mais sucesso com negócios em cosméticos?

Recentemente eu entrevistei o Celso Martins Junior, Diretor Técnico e Estrategista de Marketing da Grandha. Um grande amigo meu que eu admiro como pessoa e como profissional.

Foi uma verdadeira Aula de Negócios em Cosméticos. O vídeo completo está no meu canal do Youtube e no finalzinho o Fundador da Grandha, Celso Martins, aparece para passar ainda mais conhecimento verdadeiro para vocês.

Fabio Sacheto: Quais os planos para a Grandha, que vem se mostrando uma empresa cada vez mais consolidada?

Celso Martins Junior: O que a gente faz aqui é entender o mercado lá fora, sem deixar de olhar para dentro o tempo inteiro. Sem deixar de olhar para as nossas pessoas e sem abandonar a nossa própria cultura de trabalho.

Mantendo o nosso olhar para isso a gente chama de mercado cosmético profissional. Que é um mercado que atende o público profissional de saúde, beleza e bem estar. Mas que direciona produtos para que o cliente possa levar essa dinâmica para casa e dar continuidade no tratamento.

E sinceramente, mesmo em um cenário de tanta dificuldade mundial, é fundamental que você olhe para a empresa, para todo seu contexto, e crie um campo de força capaz de resistir a tanto pessimismo.

O otimismo nos obriga enxergar as coisas boas que naturalmente compõem o projeto, mas o realismo nos lembra a todo momento de que nós precisamos trabalhar para que essas coisas boas possam acontecer.

FS: Você usou uma expressão que muito marcou: “forjar novos profissionais”. Conta um pouco sobre isso.

CMJ: Isso é um lema que acompanha um dos nossos projetos de educação, que é o Papa Beauty. Quando a gente usa este verbo “forjar”, a gente se refere a aquela prática antiga de malhar o ferro. Fazer ele se conformar em um novo formato, uma nova proposta que a gente entende que é ideal para os dias de hoje.

Estamos cheios de profissionais de beleza no Brasil que precisam reaprender algumas coisas importantes e rever conceitos.

Eu sempre gosto de lembrar que o profissional brasileiro seguramente está entre os melhores do mundo. A questão é: os nossos profissionais tem se renovado?

A forma como esse novo profissional constrói essa capacidade de olhar para tudo isso e praticar sua própria resiliência diz muito sobre qual será o futuro dele.

FS: Eu conversei hoje com umas 60 pessoas e todas elas são defensoras incondicionais da Grandha. A que você atribui essa fidelidade? Como vocês conseguem ter distribuidores tão envolvidos e comprometidos?

CMJ: Eu acho que a primeira grande coisa que a gente põe na mesa aqui, Fabio, é a forma com a qual a empresa constrói a sua trajetória.

Hoje quando a gente credencia um novo distribuidor, é uma coisa que a gente deixa muito claro dentro do projeto da Grandha, que isso não é só um projeto de plataforma cosmética de negócio mas sim um projeto de vida.

Se você for conversar com essa galera que está aqui, você vai ver que tem muitas familias, muitos casais. Estar só não é algo que contempla o nosso jeito de pensar.

A gente precisa desse calor para fazer a ideia dar certo.

Quando você estabelece uma proposta de negócio, dentro da dinâmica do cosmético profissional, e você fundamenta isso dentro de um caráter técnico muito consistente [funciona].

Essas pessoas que vem praticando a cultura do negócio com a gente, acabam nos ajudando a evidenciar o propósito da marca.

Baixe gratuitamente o Guia definitivo para lançar a sua marca própria de cosméticos do zero

FS: O final do evento foi muito emocionante. Ver as fotos da Grandha de 20 anos atrás e os projetos que vocês ajudam.

CMJ: Se você me permite, eu queria contar que esse é o terceiro ano desse projeto e todo mundo que está aqui nesse evento é que compõe a empresa.

*A Grandha produz o Shampoo do Bem. Um produto sem fins lucrativos que pode ser comprado pelos distribuidores da marca para doação. Todo o lucro adquirido com as vendas são revertidos à Associação Músicos do Futuro.

Todo mundo compra aquela ideia, todo mundo compra a caixinha de shampoo e esse dinheiro

Ano passado faltou shampoo. Nós fizemos mil unidades e acabou em duas, três horas.

Essa é a nossa forma de retribuir vários tipos de ajuda que nós tivemos ao longo da nossa jornada.

FS: Isso é um exemplo para todo mundo. Vocês concretamente fazem esse tipo de de apoio. Eu vejo as pessoas querendo chegar com muita ansiedade. Às vezes tem clareza de objetivos mas não cumpre jornada.

E o que eu percebi assim hoje é que vocês tinham clareza da jornada.

CMJ: Eu acho que a gente teve muito mais dificuldade do que facilidades. Mas empreender, em qualquer lugar do planeta, é desenvolver a capacidade de lidar com as dificuldades.

E aí entra a inteligência emocional, a gestão das emoções e da própria consciência. Dar um passo de cada vez de forma sólida.

As empresas se preocupam muito em conquistar mercado. Para você construir mercado você precisa conquistar pessoas. O mercado é constituído por pessoas.

O nosso setor tá passando por transformações incríveis.

O país vai começar a melhorar, os indicadores econômicos já estão indicando isso.

A questão é: qual é a sua habilidade empresarial de se aproveitar, de uma forma sustentável, deste momento e crescer na velocidade certa?

FS: O que você tem a dizer sobre as tendências? Quais lançamentos vocês estão planejando?

CMJ: A gente acredita muito que o futuro é das saúdes integrativas.

Os espaços de beleza, todos esses que nós temos hoje no Brasil, vão começar a passar por um processo de transformação física. Esse processo vai mudar a forma como o profissional de beleza se integra e se relaciona com o mercado.

Esse cara vai ter que ter uma concepção de beleza muito ampliada e contextualizada dentro de saúde bem-estar.

Quando você fala de verão, você não fala só de cabelo, mas também de pele, de praia, de impactos do sol, de proteção, de hidratação.

Os produtos de cabelo vão começar a conversar com esse contexto de microbiota e microbioma. Vão combater efeitos micro inflamatórios causados pelo stress e pelas questões que envolvem a epigenética.

Só shampoo e só condicionador não serve mais.

FS: Você comentou sobre a legislação mudar, como seria isso?

CMJ: A legislação de alisantes vai mudar. Com isso nós teremos algumas das maiores mudanças que a gente já viu.

FS: você poderia antecipar alguma coisa

CMJ: Eu acho que algumas coisas já vem se evidenciando. A Anvisa surpreendeu muita gente nos últimos meses com vistorias in loco, tem produtos que já não aceitam mais registros como antes.

Eu ultrapasso essa questão do que pode e do que não pode. Eu tenho uma outra pergunta para fazer que tá além disso: Como ficam as empresas que passaram os últimos anos dizendo que isso [alisantes como formol] é bom?

Quer receber conteúdo exclusivos no seu celular? Participe do meu grupo do Telegram

Não perca nenhum novo conteúdo sobre o Mercado de Cosméticos, inscreva-se no meu canal do Youtube e acompanhe o meu blog.

ICMS – O que e? esse tributo, quanto e quando pagar

Você que quer fazer negócios no mercado de cosméticos está afim de falar sobre Impostos? Vamos discutir por horas sobre ICMS? Ninguém falar sobre isso né?

Aprenda mais sobre o ICMS

Esse é um assunto bem controverso que não atrai muitas pessoas, mas se você por acaso quer construir um negócio que tenha longevidade, você precisa entender os principais impostos e como eles vão influenciar o seu dia a dia.

Meu propósito nesse post não é transformar você num super tributarista, mas sim passar conceitos importantes para você.

Para você começar a ter um panorama daquilo que, de fato, é relevante para você pagar e do que que às vezes não é necessário.

ICMS – Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços

Ele é o imposto sobre operações referentes à circulação de mercadorias e prestação de serviço de transporte interestadual e intermunicipal e de comunicação.

Ou seja, se você faz negócio dentro do território nacional, o ICMS vai estar aí (a não ser que você seja MEI). Ele vai estar presente inclusive se você for optante do Simples Nacional.

O ICMS ocorre, conceitualmente, quando existe a compra e a venda de mercadoria, desde que haja uma troca de titularidade.

Precisa passar de uma empresa para outra ou de uma empresa para uma pessoa física. Pode estar presente, inclusive na transferência de uma pessoa física para outra pessoa física. Então se você faz uma venda e muda a titularidade da posse dessa mercadoria, vai incidir o ICMS.

A cobrança desse imposto é feita pelos estados e pelo distrito federal. Ou seja, é um imposto estadual.

Justamente por ser um imposto estadual, ele depende de cada estado. Cada estado brasileiro define a sua alíquota. É uma bagunça louca.

Em São Paulo o imposto ICMS em cosméticos vai de 18% a 25%

Essa diferença de porcentagem acontece porque existem cosméticos que o governo considera como essenciais. Como por exemplo: sabonete, desodorante e shampoo. São os chamados produtos de higiene pessoal. Eles tem uma alíquota de imposto um pouco menor.

Mas no caso, da perfumaria, por exemplo, que já é considerada com um produto supéfluo, a alíquota é maior.

Mas também por ser um imposto estadual, o ICMS é a principal fonte de receita dos estados e do distrito federal.

Uma coisa importante que você precisa anotar é que: o ICMS não incide em exportação. Então é muito vantajoso para quem segue essa forma de distribuição de produtos.

Ele também não incide em produtos que serão vendidos no exterior. O que abre uma oportunidade incrível para quem quer exportar.

Como o dólar está muito caro, os produtos brasileiros que são exportados geram um lucro absurdo porque são baratos para quem vai comprar por lá e vendem igual água.

O ICMS é um regime de compensação

Isso significa que o revendedor se credita em cada compra. Então quando você está revendendo um produto e vai fazer o recolhimento do ICMS, desde que você não seja optante do Simples Nacional, o tributo entra no regime de compensação.

Logo, quando você compra paga icms mas quando você vai vender, recolhe o tributo na sua alíquota de vendas e abate o valor daquilo que você pagou.

Cada vez que a gente importa você tem que pagar o ICMS, então quem é importador paga o tributo na importação mas pode fazer compensação.

Agora vem uma sacada muito poderosa

Ele não é cobrado quando você faz transferência de propriedade da mesma pessoa.

Por isso que tem muitas empresas que acabam criando filiais para poder transitar mercadoria de um estado para outro.

Aqui vale a pena você entender que isso é uma engenharia complexa e especialmente você tem que estar em contato com um tributarista sério que vai te dar condição legal de fazer isso.

Se você quiser saber mais sobre o Mercado de Cosméticos e Impostos nos produtos, acesse mais posts no meu blog e inscreva-se no meu canal do Youtube.

3 Dicas para Criar o Nome da Sua Marca de Cosméticos

Você tem dúvidas sobre como Criar o Nome da Sua Marca? Fica com um frio na barriga pensando se o nome que você escolher vai fazer sucesso?

Quando vou atender os meus clientes na Florus eu percebo que essa dúvida é de todo mundo.

As pessoas ficam pensando “poxa vida, será que esse nome é legal?” e quando se decide por algum ainda fica bem inseguro. Ficam tentando se convencer de que é bom nome.

A primeira coisa que eu quero te falar é o seguinte:

Não é o nome que vai garantir que você vai ganhar o jogo

Porque se você olhar alguns exemplos de nome de grandes empresas como Google, Amazon, Apple e várias outras que possuem nomes que não tem nada a ver com o seu nicho ou com o produto que vendem.

O que acontece é que depois que essas marcas se tornam referência mundial, aí fica tudo bonito.

Então se você quer lançar a Sua Marca de Cosméticos, a minha recomendação é que você não se preocupe tanto com o nome. O mais importante para o sucesso em seu negócio é o projeto.

De qualquer forma, acho importante dar para você algumas dicas para você usar na hora de criar o nome para a Sua Marca de Cosméticos.

Crie um nome fácil de falar

Parece louco isso, né? Mas o que eu já vi ao longo desses anos você não imagina.

A primeira coisa que você precisa levar em consideração é se o nome é fácil de falar.

Se ele é simples e não deixa dúvida na hora de pronunciar.

Baixe gratuitamente o Guia Definitivo para Lançar a Sua Marca de Cosméticos do Zero

Prefira nomes curtos para a Sua Marca

Sabe aquele nome psicodélico louco? Que juntas vários nomes e forma quase uma frase gigante?

Ao invés de criar um projeto que vai facilitar a vida de quem vai fazer negócio com você, cria uma dificuldade.

Imagina revender produtos de uma marca que você não consegue lembrar o nome completo. Fica complicado, né?

Claro que existem marcas nesse mercado que tem nomes impronunciáveis e super difíceis de escrever que fazem sucesso, mas isso foi porque o projeto foi bem escrito.

Se possível também é legal pensar em um nome que não seja composto.

Crie um Nome que faça sentido no seu nicho

É interessante que o nome da Sua Marca faça sentido com o mercado que você vai atuar.

Se o seu nicho for de remédios e o nome da Marca remeter a tecnologia, não significa que não vai dar certo, mas pode dificultar a conexão que o possível cliente faz com o seu negócio.

Quanto mais sentido o nome fizer para a sua área de atuação, melhor.

As vezes o nome não faz muito sentido para cosméticos mas é um bom nome para o nicho vegano, infantil ou masculino.

De acordo com o seu nicho não precisa necessariamente fazer sentido com o tipo de produto que você vende, mas sim com o público alvo.

Receba conteúdo exclusivo no seu celular clicando aqui

Impostos – Porque você precisa entender esse assunto

Porque você precisa entender sobre Impostos

Você que tem a sua própria Marca de Cosméticos, ou que quer Lançar a Sua Marca sabe qual a importância de compreender os Impostos?

Esse é um assunto que muita gente não dá a devida atenção. Porque quem é um pequeno empresário acha que, porque é optante do Simples Nacional vai ficar tudo bem (o que é um tremendo engano). Já os grandes empresários acham que podem contratar tributaristas e bons contadores para reduzir a carga tributária (outro grande erro).

Você precisa entender de impostos.

Não estou dizendo que você precisa ser um super especialista. Mas você tem que compreender o funcionamento dos impostos para ter um negócio duradouro e que vai te dar condição de trabalhar com tranqüilidade.

Guia definitivo para lançar a sua marca própria de cosméticos do zero

Semana passada aconteceu uma situação muito particular aqui na Florus

Eu atendi uma grande marca de cosméticos que, apesar de ser grande no faturamento era uma marca muito jovem. Tem menos de seis anos de mercado.

Os empresários dessa marca me procuraram pedindo ajuda. Eles estão com um problema muito grande com a fábrica que contrataram para terceirizar os produtos. Contrataram 3 fábricas e agora estão sofrendo com essa decisão.

Mas uma das principais dificuldades que eles estão enfrentado é na questão dos Impostos. Como eles tiveram um crescimento muito acelerado, e o formato de trabalho que as fábricas sugeriram pra eles é um formato em que toda a carga tributária da fábrica fica pra a marca, eles não podem mais ser optante do Simples Nacional.

Como o formato de trabalho escolhido foi a industrialização, isso força a empresa a se equiparar com indústria. Nesse caso a marca precisaria pagar o IPI, só que os empresários achavam que, por estarem industrializando, eles não iriam precisar recolher esse tributo. Agora, como eles não pagaram, têm um passivo de IPI.

Isso tudo além da tributação monofásica, que o pessoal não entende como é que funciona.

Sabe quanto tempo eles ficaram sem pagar essas alíquotas? 5 anos.

Sabe o que aconteceu? Essa marca teve uma fiscalização, justamente por causa do crescimento acelerado.

Agora esses empresários tem uma multa que, se eu falasse o valor para você com certeza ia deixar o seu cabelo em pé.

Se você acha que Imposto é um assunto que não tem relevância, você precisa mudar a sua mentalidade.

O tributarista ou o contador que está ajudando você, não tem riscos para ele mesmo. Se você for orientado da maneira errada, quem vai se prejudicar é só você.

Você vai cair das pernas se ver a quantidade de empresas que tem sofrido punições duríssimas (empresas de todo tamanho).

E também tem o outro lado da moeda. Eu mesmo já paguei várias taxa sem necessidade. Meu contador falava que precisava e eu sem saber sobre o assunto pagava.

Sabe quando eu vou conseguir recuperar esse dinheiro? Nunca!

Receba o meu conteúdo no seu e-mail

Se você realmente quer entender mais sobre impostos, fique ligado aqui no meu blog e no meu canal do Youtube para não perder nenhum novo conteúdo.

É Possível Lançar uma Marca de Cosméticos com Pouco Dinheiro?

Você deve pensar que, como essa é uma pergunta que parece ser muito simples (e extremamente comum entre o meu público) a resposta também seria simples certo? Só que não.

Com certeza a resposta para essa pergunta é muito simples, certo? Só que não. Para responder se é possível Lançar uma Marca de Cosméticos com Pouco Dinheiro é preciso ir mais a fundo.

É Possível Lançar uma Marca de Cosméticos e Perfumes com Pouco Dinheiro?

Essa é uma pergunta extremamente complexa e que pode ter muitas ramificações. Além disso, as respostas para essa pergunta possuem diversas variáveis.

Eu pretendo, neste post, plantar sementes para uma discussão muito mais profunda.

Para início de conversa, eu quero te dizer que, antes de tudo, é importantíssimo fazer uma pergunta que é: Qual o impacto que você quer causar com o lançamento de Sua Marca de Cosméticos?

Qual a transformação que você quer promover com o seu lançamento?

Esse é o tipo de coisa que você não consegue responder “na lata”, é preciso pensar bastante e remoer dentro de você para chegar na resposta.

Só assim você vai começar a pensar no seu orçamento.

O seu projeto não parte do orçamento pré definido mas sim o contrário. É aquilo que você quer fazer com a sua Marca de Cosméticos que vai definir quanto dinheiro você vai precisar.

Receba o meu conteúdo no seu e-mail

Uma pequena história que aconteceu comigo

Eu casei com a Keila em 1999. Não sei se você sabe, mas quando se é recém casado tudo o que quer é agradar a sua esposa. Quando ela vai viajar (especialmente naquela lua de mel), não faz uma mala mas sim leva um container! Parecia que ela estava se mudando.

Nessa vontade de agradar eu fiz questão de carregar toda aquela bagagem nas mãos.

Durante a viagem a gente decidiu conhecer o Morro de São Paulo, que é uma ilha no nordeste. O problema é que quando você chega no morro, de cara já percebe o porquê do nome. A subida é quase que uma vertical.

Assim que eu vi aquilo, senti o peso das bagagens ficar maior. Só conseguia pensar qual o hotel mais próximo, independente de qual fosse.

Acabei encontrando uma pequena pousada e decidi me instalar ali mesmo. Logo de cara minhas expectativas eram muito baixas porque eu senti que o lugar não era exatamente luxuoso como os outros hotéis que fui durante a lua de mel, mas fui extremamente surpreendido.

Mesmo 21 anos depois eu ainda tenho a memória viva de como foi a minha estadia naquele lugar e nunca me arrependi de ter escolhido a pousada.

Sabe porque aquele lugar me impactou tanto? Apesar das diferenças com os lugares que eu já tinha visitado, os donos se preocupavam com pequenos detalhes que faziam toda a diferença.

Não importa se você for pequenininho desde que você se atente aos detalhes, porque são eles que vão surpreender seu cliente.

Quando me contratam para desenvolver um projeto, eu abro na mesa a ideia para a gente começar a discutir o que o cliente quer.

Só assim o empresário consegue fazer o investimento corretamente.

É por conta disso que tanta marca é lançada mas não chega ao segundo pedido. Tudo porque não se atentaram a quem queriam impactar.

Depois de pensar o projeto pode ser que você tenha dinheiro suficiente para a Lançar Sua Marca de Cosméticos.

Nesse caso, você pode fazer duas coisas:

Trazer investidores ou adiar o projeto.

Você não vai abortar seu projeto, apenas adiar. Você pode, inclusive, ir fazendo as primeiras etapas.

Os “pequenos” detalhes

O produto é apenas uma pequena parte da marca. Existem muitas coisas que gravitam em torno da Sua Marca de Cosméticos como, por exemplo, seu logotipo, a sacola em que você vai entregar os produtos ou a definição do seu público.

Um exemplo é em uma operação de marketing multinível. Você já se questionou o que precisa ter, em termos de software, para cumprir a sua promessa de remuneração? Para que a sua rede não se decepcione porque você deixou de pagar a comissão (às vezes até por inocência ou por descontrole)?

Transforme o seu sonho em um projeto vencedor

Veja quantas situações que você tem para considerar apenas em uma pergunta tão simples como “é possível lançar uma marca de cosméticos com pouco dinheiro?”

Meu propósito com esse post é abrir a sua mente para os pontos que não podem ser deixados de lado na hora de montar um projeto de negócio que realmente terá sucesso. Se quiser ver mais conteúdo sobre o assunto, acesse o meu blog.

O Cosmético Masculino Mais Comprado

Você quer lançar uma linha de cosmético masculino que venda muito e está buscando qual produto os homens mais consomem?

Você sabe qual é O Cosmético Masculino Mais Comprado por Homens?

Qual você acha que é o cosmético masculino mais comprado? Será que são as pomadas? Óleos para barba? Shampoos 3 em 1?

Muitos dos meus clientes, quando me procuram para desenvolver o seu projeto, já chegam na Florus com a cabeça feita. Eles tem a certeza de que sabem qual o cosméticos para homens que vende mais.

Mas e você, tem alguma aposta?

Eu vou dizer para você o qual o cosmético masculino que os homens mais compram: Perfume!

Isso não significa que você tem que lançar uma linha de barbearia com perfume, mas sim que você precisa ter no mínimo um perfume compondo a sua marca.

Podem ser colônias ou perfumes específicos para treino (já que hoje em dia o público fitness vem aumentando cada vez mais), mas a fragrância deve estar presente no seu catálogo.

Se você tiver alguma dúvida sobre Negócios no Mercado de Cosméticos ou sobre como Lançar a Sua Marca de Cosméticos e Perfumes, é só entrar em contato comigo clicando aqui ou enviando uma mensagem para (19) 9 8148-7872