INPI: O que é e qual a importância para a sua marca?

Se você quer lançar a sua marca de cosméticos, é fundamental que entenda o INPI, porque ele vai garantir que o nome da sua marca, de fato, pode ser usado por você e por mais ninguém

Nas mais de 200 marcas de cosméticos e perfumes que eu ajudei a colocar no mercado, várias tiveram problema com o registro. Os clientes não fizeram o processo corretamente, apesar dos meus alertas, e pagaram o preço.

O registro correto do INPI vai fazer com que você esteja protegido para trabalhar no mercado com tranquilidade. Sem a preocupação ou risco nenhum de perder o seu negócio.

O que é

INPI é a abreviação de Instituto Nacional da Propriedade Industrial. Ele é uma autarquia federal, o que significa que está ligado ao Governo do Brasil. Também é vinculado ao Ministério da Economia.

O propósito do INPI é estimular a inovação e competitividade no Brasil por meio de proteção eficiente da propriedade industrial. Se você vai injetar dinheiro em um negócio, precisa ter tranquilidade de que não vai ser copiado.

É importante citar que esse registro só vai proteger você no Brasil.

O INPI protege Marca, Patente, Desenho industrial, Indicação Geográfica, Programa de Computador, Topografia de Circuito Integrado, Transferência de Tecnologia e Informações Tecnológicas de Patentes.

Esse post vai focar só na marca, mas se você quiser saber o que significa cada um desses tópicos é só clicar aqui.

Porque você deve começar pelo INPI?

“Apenas” para saber que você está protegido. Só para isso. Para saber que você não vai perder aquele negócio.

Na realidade você deve não deve começar o seu projeto pelo INPI, mas sim fazer o registro antes de definir o nome e a identidade visual da sua marca.

Em circunstância nenhuma decida pelo nome ou comece a fazer a identidade visual sem ter a tranquilidade de que a sua marca está protegida.

Quem faz o registro?

Um advogado e especialista especializado em marcas e patentes é quem deve registrar seu negócio no INPI.

Porque um advogado especialista?

Imagina que você está pedalando e de repente cai e quebra a perna. Pior ainda, teve uma fratura exposta. Você vai procurar qualquer médico? Você procuraria um cardiologista? Um dermatologista? Ou você iria direto no ortopedista?

Os três são médicos mas evidentemente você vai procurar aquele que estudou mais sobre a sua necessidade atual.

Você jamais deve fazer o registro da sua marca sozinho, mesmo com auxílio do site do INPI, com um contador ou advogado generalista.

Eu trabalho com isso há 17 anos e a cada hora aprendo uma coisa diferente.

Eu já tive inúmeros casos de clientes que fizeram o registro com o advogado generalista e na maioria dos casos tiveram problemas.

Riscos ao fazer o processo errado

  • Impugnação da sua marca
  • Recolhimento de produtos
  • Pagamento de Royalties
  • Pagamento de multas
  • Indenização para marcas

Fique ligado no meu blogpara não perder os próximos posts sobre INPI e Negócios no Mercado de Cosméticos.